• Rodrigo Bernardes

Trabalhar com dropshipping é ilegal? Confira a resposta e algumas dicas

Com o crescimento desse modelo de vendas, é cada vez mais comum que as pessoas tenham duvidas se trabalhar com dropshipping é ilegal. Neste artigo vamos tirar essa e outras dúvidas que podem aparecer quando estamos pensando em abrir um e-commerce no Brasil.


O primeiro passo é entender sobre o que é dropshipping.


O que é Dropshipping?

Atualmente no Brasil e no mundo o mercado de vendas online está em amplo crescimento. Sem dúvidas, durante a pandemia de Covid-19 que atingiu a todos no início do ano de 2020, esse salto foi ainda mais significativo. De fato, 20 milhões de brasileiros fizeram a primeira compra pela internet em 2020 e o crescimento não parou por aí. Em 2021, o crescimento no faturamento do e-commerce superou em 7,1% os resultados de 2020.


A comodidade de realizar uma compra através do seu celular, tablet ou computador, as lojas virtuais vem ganhando cada vez mais espaço no dia a dia do brasileiro


Com isso o e-commerce começou a desenvolver diversos modelos de negócio diferentes, entre eles o dropshipping.


O dropshipping é uma forma de negócio em que o vendedor não possui estoque próprio dos produtos que ele vende. Ele funciona basicamente como um intermediador entre o consumidor e o fabricante do produto.


De onde vem o lucro do vendedor?

O fornecedor fica responsável pela fabricação e envio do produto diretamente para o consumidor, enquanto o dono da loja virtual é o responsável por divulgar o produto, realizar o suporte ao cliente e convencê-lo a comprar.


O lucro do dono da loja virtual é justamente a diferença de preço cobrado pelo fornecedor e o cobrado por ele em sua loja virtual. Mas e ai, a pratica de dropshipping é ilegal ou não?


Dropshipping é ilegal?

Agora que ja entendemos como funciona a logística de um negocio como esse, precisamos saber se essa pratica é ilegal ou não.


Dropshipping não é ilegal. Mas assim como todos os outros modelos de negócios precisam seguir algumas regras.


Apesar de não existir uma legislação específica sobre dropshipping no Brasil, quem pretende trabalhar com esse modelo deve seguir outras regras e regulamentações que existem relacionadas ao comércio em geral, em especial o comércio digital.


Então apesar do dropshipping não ser ilegal, é importante que quem pretende trabalhar nesse modelo de negocio busque regulamentação necessária.


Se você está começando, procure um contador

Se existe uma dica para quem abre um negócio seja ele em qual modelo for é procurar alguém especializado como um contador para te auxiliar sobre toda a parte burocrática do negócio.


Essa pessoa especializada vai garantir que você cumpra todas as exigências necessárias em relação à legislação e às obrigações necessárias, como o pagamento de impostos.


Para entender ainda mais sobre suas obrigações assista o vídeo abaixo



Dropshipping nacional x internacional

Existem algumas regras que são diferentes quando estamos falando de dropshipping nacional e internacional.

Dependendo de qual modelo você escolher, a parte regulamentar e tributária é diferente.


Quando se trata de um modelo de dropshipping internacional é preciso seguir as regras de importação, já que se trata de um modelo de intermediação de produtos importados.


Já para o modelo nacional você deve seguir basicamente o modelo de regras relacionadas ao comércio brasileiro.


Independente do modelo escolhido você vai precisar de um CNAE para dropshipping e um CNPJ para emitir notas fiscais e fazer os pagamentos dos tributos e impostos devidos.


Para adiantar seu trabalho, o CNAE ideal para dropshipping é o 7490-1/04.


Dicas para abrir um dropshipping de sucesso

Agora que já aprendemos mais sobre o que é o modelo de negocio dropshipping e que dropshipping não é ilegal, seguimos para dicas de como ter sucesso e ganhar dinheiro com dropshipping.


Vamos a algumas delas:


  • Escolha o nicho de mercado adequado

  • Use uma plataforma ideal para sua loja virtual

  • Tenha bons fornecedores

  • Ofereça um diferencial aos clientes


1. Escolha o nicho de mercado adequado

Quando pensamos em abrir qualquer loja é fundamental escolher o que vender e a qual público você deseja atingir.


Escolher um produto de venda recorrente pode ser fundamental para fazer seu negócio um sucesso, seja qual for o nicho escolhido, como:


  • cama, mesa e banho ,

  • itens de alimentação saudável,

  • suplementos,

  • loja infantil,

  • itens de beleza.


O principal é escolher bem os produtos que vai vender e o público que pretende atingir. A partir disso você vai estudar as estratégias ideais para alcançar esses clientes.


2. Use uma plataforma ideal para sua loja virtual

Escolher uma plataforma digital que vai te auxiliar a montar sua loja virtual é fundamental para organizar o seu negócio.


Existem várias opções atualmente no mercado, o que faz valer a pena pesquisar e escolher a que mais se encaixa no seu perfil.


Uma das opções que indicamos é a Shopify, que proporciona uma grande facilidade para pessoas que não têm conhecimento de programação. Com o sistema da Shopify qualquer um pode montar sua própria loja sem ajuda profissional.


A Shopify ainda oferece uma loja de aplicativos que auxiliam na hora de montar seu e-commerce.



3. Tenha bons fornecedores

Quando se trata de um negócio no modelo de dropshipping é fundamental escolher bons fornecedores pois só assim sua loja vai poder crescer e se tornar um sucesso.


Lembre-se que o negócio funciona como uma ponte entre o fabricante e o consumidor e apesar de não ser você quem produz, é sua loja que está ali para ser considerada boa ou ruim pelo cliente.


Mais importante que conseguir novos clientes é manter os clientes e transformá-los em clientes recorrentes.


Por isso, busque por fornecedores que ofereçam produtos de qualidade e cumpram os prazos de entrega.


Conheça no vídeo abaixo algumas dicas de como encontrar bons fornecedores.



4. Ofereça um diferencial aos clientes

Vender um produto de qualidade é fundamental para transformar a sua loja virtual em um sucesso, mas isso não é a única coisa com a qual você deve se preocupar.


Oferecer mais que o produto em si pode ser o diferencial da sua loja sobre os milhares possíveis concorrentes.


Um exemplo que pode ser usado é sobre uma loja que vende cosméticos. E se ao invés de vender só o produto de maquiagem você também pode oferecer tutorias de maquiagem ou mesmo um curso sobre o tema.


Outra possibilidade é oferecer aos clientes a possibilidade de assinar um plano mensal para receber um kit de produtos em casa. Esse modelo de assinaturas vem ganhando muito espaço.


Isso pode ser uma vantagem se sua loja oferecer, o que vai atrair possíveis clientes.


Agora que você já sabe que dropshipping não é ilegal e que é possível investir nesse modelo com certa facilidade, que tal tornar o trabalho ainda mais eficiente, rápido e com melhores taxas de conversão?


Com alguns aplicativos da Shopify é possível, seja para um negócio de dropshipping ou e-commerce tradicional. Entre essas ferramentas estão:


  • Boleto Recovery, te ajuda a recuperar boletos que não foram pagos pelos clientes, otimizando seu tempo e ampliando a taxa de vendas

  • Parcelamento - Installments, ajuda a gerar confiança no cliente, que sabe qual o valor das parcelas e o total do pedido, tornando o produto mais acessível (uma vez que pode ser parcelado) e aumentando o ticket médio dos clientes.

  • Shoplinks, é uma plataforma que te ajuda a encontrar influenciadores digitais e afiliados que podem se tornar seus aliados na busca por alcance e vendas.

Ficou interessado? Conheça mais sobre as nossas soluções. Ficou com alguma dúvida? Deixe nos comentários. Boas vendas!



5 visualizações0 comentário