• Rodrigo Bernardes

O que é dropshipping: conceito, vantagens e como aplicar

Você sabia que é possível ter um e-commerce sem precisar ter um estoque? Para começar a entender como isso é possível, conheça o que é dropshipping?


O dropshipping é uma modalidade de logística de e-commerce que permite que a loja não tenha um estoque com os produtos que vende. Dentro desse modelo de negócios, quando faz uma venda, o lojista encaminha o pedido para o fornecedor, que tem os produtos em estoque. É esse fornecedor quem irá realizar a separação do produto e o envio da mercadoria diretamente para o cliente que realizou a compra.


Como você pode imaginar, existem muitas vantagens dentro do que é dropshipping e a principal delas é a redução de custo, seja com a compra de produtos para a criação de um estoque, seja com o armazenamento desses itens, que exige o aluguel de armazéns e galpões.

O que é dropshipping: vantagens e desvantagens

Entendido de modo geral o que é dropshipping para e-commerce, vamos nos aprofundar em como adotar o dropshipping no modelo de negócios da sua loja online e também entender se, realmente, dropshipping vale a pena.


Ao considerar o dropshipping como logística para sua loja virtual, é preciso que você compreenda que sua loja funcionará como uma intermediadora de vendas. Isso quer dizer que ela vai divulgar o produto, fazer a venda e enviar essa venda para o fornecedor.


É o fornecedor que tem o produto em mãos e é ele quem envia o item para o cliente.




Fonte: E-commerce Brasil


Ao divulgar o produto, você - dono da loja virtual - é quem define a margem de lucro e o preço que será cobrado do cliente. De fato, o seu lucro é a diferença entre o valor cobrado do cliente e o valor pago ao fornecedor.


A cada venda que a sua loja realiza você faz o pagamento do produto ao fornecedor (compra sob demanda) e fica com a quantia que representa a diferença entre o valor que o cliente comprou e por quanto o fornecedor vendeu.


Isso quer dizer que você só faz um pagamento ao fornecedor quando realiza uma venda. Isso evita prejuízos e estoque parados.


Para entender melhor como calcular a margem de lucro, indicamos que assista ao vídeo abaixo, no qual falamos sobre esse tema e oferecemos insights interessantes para vendedores digitais.



No dropshipping, o lojista é responsável pelo marketing e pelas vendas, mas o fornecedor é o responsável pela entrega do estoque.


Vantagens do dropshipping


Como iniciamos o artigo abordando, uma das principais vantagens do modelo de dropshipping está relacionada a redução de custos com a compra e armazenamento dos produtos.


O modelo de vendas reduz as barreiras de entrada dentro do universo de vendas digitais, afinal, ao não precisar investir em um estoque, você passa a precisar de menos capital para começar um negócio online.


Além disso, o capital inicial e capital de giro disponíveis podem ser redirecionados para serem investidos em publicidade, na atração de novos clientes, por exemplo.


Outras vantagens do dropshipping são:


  • redução do risco de perda de estoque e capital parado,

  • maior facilidade para mudar o tipo de produto comercializado,

  • maior facilidade para escalar o negócio,

  • possibilidade de atuação em diferentes nichos de mercado e mais.


É claro que você também pode encontrar desvantagens dentro do que é dropshipping, entre elas:


  • menores margens de lucro direto,

  • menor controle de qualidade dos produtos e das entregas.


Leia mais em: Vantagens e desvantagens de e-commerce e dropshipping: tudo para te ajudar a fazer sua escolha!


Como adotar o dropshipping?


Existem dois modelos principais de dropshipping que se dividem em:


O mais difundido entre empreendedores é o dropshipping internacional, que permite acesso a um maior leque de fornecedores, produtos e melhores preços.


Entre as plataformas mais usadas no dropshipping internacional está o Aliexpress, um canal que reúne fornecedores e produtos de diversos nichos de mercado.


Para fazer dropshipping pelo Aliexpress será necessário ter uma loja virtual e integrá-la a um processador de pedidos dropshipping.


Por meio dele será possível escolher os melhores produtos para venda, fazer a solicitação dos produtos vendidos, atualizar estoque e preços conforme é atualizado no fornecedor e mais.


Como ser um fornecedor de dropshipping?

Um outro lado do dropshipping é o papel de fornecedor dropshipping. Ou seja, de quem tem o estoque e faz a logística de entrega, recebendo os pedidos dos lojistas.


Como dissemos, um mercado em expansão é o de dropshipping nacional e ele precisa de fornecedores que estejam preparados para atender as demandas internas.


Para isso você precisará ter um bom estoque, deve estar atento às demandas do mercado e possuir uma boa logística de recebimento de pedidos, atualização de parceiros e entregas.


Otimização da loja virtual com apps prontos

Uma das formas mais eficientes de se manter atualizado em todas as possibilidades de venda, dentro do universo digital, é recorrendo a aplicativos e sistemas que já estão prontos e podem ser integrados à sua loja com poucos passos.


Entre os sistemas de processamento de pedidos dropshipping, por exemplo, a Shopify oferece os apps Oberlo e Dsers como os principais.

Além disso, você pode contar com outros sistemas para otimizar a taxa de conversão de vendas da sua loja. Entre esses aplicativos estão:




Enquanto o primeiro te ajuda a recuperar boletos que não foram pagos pelos clientes, otimizando seu tempo e ampliando a taxa de vendas, o segundo ajuda a gerar confiança no cliente, que sabe qual o valor das parcelas e o total do pedido, tornando o produto mais acessível (uma vez que pode ser parcelado) e aumentando o ticket médio dos clientes.


Ficou interessado? Conheça mais sobre as nossas soluções. Ficou com alguma dúvida? Deixe nos comentários. Boas vendas!


© 2023 por AppsEcommerce.